sábado, 25 de fevereiro de 2012

Viena... A bela Áustria...

O país dos contos que viu crescer Sisí e Mozart. 

Viena de Áustria é surpreendente para quem a visita pela primeira vez, uma cidade de palácios, museus, catedrais e igrejas carregados de história, de largas avenidas repletas de elegantes cafés e restaurantes. Apesar de imperiosa esta cidade não deixou de ser considerada a terceira melhor capital europeia a nível de padrão de vida.

A nível cultural a cidade é um importante centro de música erudita muitas vezes chamada a Cidade dos Músicos, tendo sido berço de diversos artistas, destacando-se entre eles Franz Schubert, Strauss e Mozart. Entre as figuras vienenses está Freud, o famoso psicanalista austríaco. Destaco, ainda, o facto de o seu centro histórico fazer parte da Lista de Património da UNESCO.
Esta viagem foi realizada depois de um périplo dela histórica Berlim e pela romântica Praga... fizemos a viagem desde Praga de comboio e regressamos a Portugal de avião pela Vueling.
Descrevo-vos agora alguns dos locais que visitamos...
Viena tem uma particularidade arquitectonica, idealizada e construída no século XIX, chamada RingstrasseeE é nesta zona, no coração da cidade, que ficam as pérolas que Viena tem para presentear, como palácios, parques e áreas pedestres, entre tantos outros.



Hofburg foi o palácio imperial dos Habsburgos, onde viveu a lendária Sissi e o Imperador Francisco José. Hoje é a residência oficial do presidente austríaco. É um esplêndido e monumental conjunto de edifícios, que alberga o Museu Sissi e a sede da conhecida Escola de Cavalaria Espanhola, Spanische Hofreitschule.






Seguindo pela avenida Ringstrassee, chega-se ao Kunsthistorisches Museum. Uma parte deste museu é formado por milhares de obras de arte acumuladas durante os séculos de dinastia Habsburg. Na sua frente está o Naturhistorisches Museum (que aparece na foto seguinte), o museu de história natural com exposições de arqueologia, antropologia e geologia. Estes dois museus são chamados de gémeos pois apresentam a mesma configuração.

Um pouco mais a cima encontramos a Mariahilfe Strasse, a principal rua de comércio de Viena. 















A rua mais elegante do centro é a Grabenstrasse, e por aqui estão, além de elegantes bares, cafés e restaurantes com mesas nas calçadas, as principais lojas da cidade. Além da Graben, também vale a pena percorrer as vizinhas Kärntner e Kolmarkt. Aqui é o local ideal para experimentar o famoso Café Vienense, uma das tradições locais (mas estejam preparados para o preço altíssimo). 

Na foto que se segue podemos ver o Memorial à Peste Negra, com o topo dourado.


A Stephansdom, a catedral de Santo Estevão é uma das maiores catedrais góticas medievais e o edifício gótico mais importante de toda a Áustria. A sua construção é do século XI, em plena idade média, quando Viena era apenas uma pequena praça, chamada Am Hof. A torre de 137 metros de altura (e 343 degraus) é o ponto mais alto da cidade. O seu telhado é formado por 250 mil azulejos vitrificados e seu interior possui uma valiosa colecção de esculturas artísticas.
A Catedral está tão no centro que é quase impossível captar uma fotografia dela na sua totalidade.




Imensos homens e mulheres trajados a rigor a tentar vender, a quem por ali passa envolta da catedral, um bilhete para uma opera. 




O Museums Quartier é um interessante complexo de museos onde se encontra o Leopold Museum, o Mumok (Museu de Arte Contemporânea) e o Kunsthalle, bem como um Museu da Criança.


Belvedere, situado numa colina, é um complexo com dois extraordinários palácios, que foram residência de Verão do príncipe Eugénio de Sabóia, e de um jardim do estilo francês. Aqui se situa o museu que acolhe o célebre O Beijo, o quadro mais famoso de Gustav Klimt, pintado há 100 anos. 





O Palácio de Schönbrunn, Palácio de Verão construído para Maria Teresa entre 1743-1749, na realidade uma versão reduzida do projecto original. O nome de Schönbrunn provém de “bonita fonte” (Schöne Brunnen, em Alemão) aí descoberta no século XVII pelo Imperador Matias Von Eriach que fez um projecto muito ambicioso do Palácio, abandonado quando Maria Teresa o alterou somente para sua residência de Verão para ela, o seu marido e seus dezasseis filhos. Ainda assim tem 1441 quartos.
Os interiores são autênticos tesouros, incríveis frescos, lacados, estuques, espelhos, tapeçarias, mármores e cristais, sem esquecer os seus maravilhosos jardins de estilo francês, o Palácio onde viveram personagens tão famosas como Francisco José e Sissi, noutra parte do Palácio, este Imperador de olhos tristes e grandes bigodes que gostava de chamar a si próprio o “primeiro funcionário”, administrou os assuntos de estado durante 68 anos. Os seus rostos espartanos diferenciam-no dos da sua formosa mulher, por isso a diferença entre os seus gabinetes e apartamentos, variam tanto em decoração como em numero e pelos motivos luxuosos que enchem as suas paredes.








Riesenrad é o ex-libris da cidade! É uma Roda Gigante construída para uma feira mundial em 1897 nas margens do Rio Danúbio, com uma altura equivalente a um prédio de 21 andares. Riesenrad está inserida num famoso parque de diversões Prater, um enorme espaço verde do qual faziam parte os antigos bosques imperiais de caça. Este parque oferece inúmeros outros brinquedos para crianças e não só :), conforme podem ver nas fotos.





O Danúbio é o segundo rio mais longo da Europa, tem cerca de 2.845 km, e atravessa a Europa de oeste a leste, desde a sua nascente na Floresta Negra (Alemanha) até desaguar no Mar Negro, no Delta do Danúbio, na Roménia. Passa por Viena (norte de Áustria), por Bratislava (sul da Eslováquia), por Budapeste (do norte ao sul da Hungria) pelo leste da Croácia, pelo norte da Sérvia e Montenegro, por Belgrado, na fronteira entre a Sérvia e a Roménia, e também entre a Roménia e a Bulgária, antes de desaguar no Mar Negro na Roménia, formando um grande delta que chega à fronteira da Ucrânia.



A Rathaus (Camara Municipal) de Viena foi construída em 1872 num estilo neo-gótico e tem uma torre central com mais de cem metros de altura. Em frente dela fica a Rathausplatz, que foi um espaço que nos encantou, definitivamente... E porquê?! Todos os Verões, esta praça é um ponto de encontro pulsante para fãs de clássico e amantes da noite, com delícias gastronómicas e apresentação gratuita de filmes. Em frente à fachada iluminada da Câmara, é posicionada uma tela gigante para projeções, um programa de primeira categoria após o anoitecer, que faz bater mais alto o coração de todos os amantes da música. O programa abrange desde os melhores clássicos de ópera e opereta, passando por dança e até concertos. Por isso, imaginem... foi o nosso local de eleição pelas nossas noites dentro em Viena!! :)





O Parlamento fica localizado num edifício construído entre 1873 e 1883, no estilo do Helenismo, pelo arquiteto Theophil Hansen. A entrada do prédio faz lembrar um templo grego com as suas 8 colunas. Nesse edifício reunia-se o Conselho do Império (Reichsrat) da monarquia austro-húngara, até 1918. Atualmente, o Parlamento é a sede do Conselho Federal (o Bundesrat) e da AssemblEia Nacional.



O Stadtpark tem imensos monumentos a artistas e compositores austríacos, porém existem um que se destaca, o monumento a Johann Strauss. A estátua dourada é dos monumentos mais fotografados de Viena, está adornado por uma belíssimo conjunto de flores. Um arco de mármore emoldura a estátua.



Ó pra mim! Feliz da vida na Bina!
Como circular por Viena??  
Sem sombra de dúvida de Bicicleta :))


Uma ampla rede para circulação de bicicletas, rotas interessantes e um sistema inovador de empréstimo chamado Citybike oferecem a oportunidade de se conhecer a cidade de bicicleta. 


Bem... terminando deixo aqui umas fotos soltas de Viena! Á Susana e ao Miguel espero ter ajudado na vossa breve ida a Viena! Absorvam tudo... cada pormenor!



Ali ao fundo a Torre do Danúbio que lamentamos não ter visitado... fica para a próxima!






Sem dúvida para regressar :)

2 comentários:

  1. OI Susana.... parabén pela postagem !
    Super completa, a melhor de todos os blog sobre vienna, e olha que procurei em muitos !! Já copiei o que precisava para montar meu guia !! Abraços e obrigada !!

    ResponderEliminar
  2. Gostei!
    Vejo que não visitas-te, St wolfgang e Halsttat na Austria!
    São de uma beleza rara! Visita-os é fantastico!
    Cumprimentos

    ResponderEliminar